sexta-feira, 27 de julho de 2007

A CARTA - Renato Russo


Escrevo-te estas mal traçadas linhas, meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros por favor
Nas frases desta carta que é uma prova de afeição
Talvez tu não a leias mas quem sabe até darás
Resposta imediata me chamando de meu bem
Porém o que importa é confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém
Tanto tempo faz que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar
Um ano sem te ver
Um ano sem te amar
Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tivestes só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...
Palavra Viva de MMM...

Um comentário:

silvia disse...

Porém o que importa é confessar-te uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém...hummm