quinta-feira, 31 de maio de 2007

Saber amar é conhecer o amor como forma de arte. O amor é apenas um deus-sentimento. Mas saber amar é uma criação, uma visão estética do amor. Saber amar tanto é a flor na hora certa, como o presente fora de hora ou a compreensão do desamor, do cansaço e da dúvida passageiros. Mas é, com segurança absoluta, o olhar fundo do sentimento, o carinho preciso, a mão firme, a pele dialogando de igual para igual, gritando ou sussurrando conforme a hora; é a temperatura da paz recobrada. Saber amar não é a aceitação passiva do outro. É a existência ativa do amor latente, real ou adivinhado. (Artur da Távola)
Palavra Viva de MMM...

Um comentário:

silvia disse...

Esse texto do Távola é lindo!!!